Preservar e Transmitir pedaços do nosso Património

24
Nov 08

- História do Distrito de Évora -

 

Com vestígios de ocupação humana desde tempos pré-históricos, encontra-se na sua área imensos monumentos megalíticos e antas, muitas em bom estado de conservação, como é exemplo a Capela de S. Dinis, em Pavia, onde, na Idade Medieval, se adaptou uma grande anta a capela, e que é um dos marcos da região.
O território onde se veio a edificar Mora, esta no séc.XII, abrangido pelos limites jurisdicionais do Castelo de Coruche o qual foi, em 1176, doado por D. Afonso Henriques aos chamados Freires de Évora.
O nome Mora, surge apenas em 1293, num documento, onde se faz referência a "cabeça de mora". Pode-se então concluir que na segunda metade do séc.XII, já existia um "logo" com o nome Mora e porque este termo significa agremiações de pastores transumantes, Mora seria, por essa época, sede de uma dessas agremiações.
A Torre do Relógio começou por dar lugar aos Paços do Concelho. Edificado, não se sabe ao certo se antes de Mora receber o Foral Manuelino (a 23 de Novembro de 1519), ou depois.
 
Sites consultados: Câmara Municipal de Mora, Guia da Cidade, Roteiro Turístico de Mora

 


Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


posts recentes

Mora

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO