Preservar e Transmitir pedaços do nosso Património

25
Ago 08

- Lugares do Distrito de Setúbal -

 

 

A Reserva Natural do Estuário do Tejo foi criada a 19 de Julho de 1976. É uma das mais importantes reservas europeias e a zona húmida mais extensa do país, possuíndo uma avifauna muito diversificada. Conta com 14.560 hectares.

Possuí habitats diversos e uma das maiores áreas de sapais.

O Estuário funciona como local de cria para peixes como o Linguado, o Robalo, Lampreia, Savelha e Enguia. Mas não só, espécies como o Flamingo, Águia-sapeira e o Ganso-bravo-comum frequentam esta zona na açtura das suas migrações. Em alturas de migração, a Reserva Natural do Estuário do Tejo é local de abrigo para mais de 120.000 aves.

A Reserva divide-se em duas áreas específicas: a Reserva Integral do Mouchão do Lombo do Tejo (protege a nidificação de algumas espécies) e a Reserva Integral de Pancas (da qual faz parte o sapal que se desenvolve entre a foz do rio Sorraia e Alcochete).

Nesta Reserva podemos ainda encontrar espécies como a lontra, touro, rato-de-cabrera, cavalo de lide e muitos outros.

No entanto, esta reserva não serve apenas de habitat para aves, mamíferos e outros. Nesta zona existe uma significativa quantidade de actividades relacionadas com o sal, por exemplo, as Salinas do Samouco. 

 

 


Sites consultados: Guia da Cidade, Wikipédia, Camâra Municipal de Alcochete, Atelier Hannover


Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

49 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO